barra1 logo Santarem

TRIBUNAL JUDICIAL DA
COMARCA DE SANTAREM

Notícias e Eventos

Obras de Conservação e Restauro no Palácio de Justiça I de Tomar

A Gestão da Comarca de Santarém está a levar a efeito uma empreitada para conservação e restauro do mural existente na sala de audiências do Palácio da Justiça I, de Tomar.

Esta recuperação está a ser levada a cabo pela empresa NOVA CONSERVAÇÃO, S.A. com sede na Calçada do Marquês de Abrantes, em Lisboa.

A referida pintura mural, assinada pelo pintor Guilherme Camarinha, intitulada por “A Devoção da Várzea Grande ao Povo de Tomar”,  ilustra  o episódio do conflito entre o povo de Tomar e a Ordem de Cristo.



O Palácio da Justiça I de Tomar, inaugurado a 1 de Março (dia da cidade) de 1959 pelo Exmo.Professor Doutor Antunes Varela, então Ministro da Justiça, apresenta uma singular sala de audiências, de configuração oval.



O edifício está implantado na Várzea Grande, onde se encontra o Padrão Filipino comemorativo da sentença de Filipe III (1627) a favor do Povo de Tomar, no conflito com a Ordem de Cristo por causa da construção do Convento de S. Francisco: a Ordem de Cristo dizia que a Várzea Grande lhe pertencia, mas, na verdade, o rei D. Manuel tinha concedido aqueles terrenos ao Povo de Tomar.
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Guilherme Camarinha (1912-1994), natural de Vila Nova de Gaia, ingressa na Escola Superior de Belas Artes do Porto em1927. Foi docente em diversas escolas.
A partir de finais dos anos 50 passou a dedicar-se, sobretudo, à Arte Pública, em especial à tapeçaria, o que lhe granjeou fama. No entanto, nunca deixou de se considerar um pintor. As encomendas de cartões para tapeçarias monumentais, executadas na Manufactura de Portalegre e destinadas a Tribunais, Palácios de Justiça, Câmaras Municipais, Universidades e Embaixadas Portuguesas no estrangeiro, perpetuaram a sua obra.
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Também já se iniciaram as obras de remodelação no referido Palácio da Justiça, tendentes, além do mais, à criação de espaços para implementação do tribunal + e à criação de acessibilidades para pessoas com mobilidade reduzida.